terça-feira, 25 de agosto de 2009

Insinceridades

Uma vez, quando eu trabalhava numa loja de roupas, entrou uma moça com a camiseta do avesso. Era uma daquelas camisetas bordadas, que tem um paninho no avesso, sabe? Ela deve ter experimentado alguma coisa em outra loja e nem percebeu. Fiquei com vergonha de dizer "Bom dia, você tá com a blusa ao contrário" e resolvi que se ela provasse alguma coisa, eu avisava, se não, não. Ela não provou nada e eu deixei a moça sair do avesso mesmo...

Uma amiga do meu namorado resolveu fazer luzes. Fez mechas loiríssimas num cabelo bem escuro. Ficou todo listrado, manchado, igual cor de pelo de gato. Horroroso. Ela me perguntou se ficou bom.
- Ah, tá igual cor de pelo de gato.
- Mas tá bonito ou tá feio?
- Tá assim, cor de pelo de gato... Igualzinho.
- Tá, mas é bonito ou feio?
- Não, sabe gato rajado? Então, tá daquele jeito...

Uma colega minha, de cabelos encaracoladíssimos, fez escova progressiva. Parecia que ela tava com uma peruca dura.
- Tá bonito, Má?
- ...tá... combinou com você!...

Minha irmã, que não é lá muito chegada em moda, resolveu um dia colocar uma bota plataforma, de cano alto, com a calça pra dentro. Mas como ela não é lá muito chegada em moda, ela nunca comprou um jeans justo. Vestiu uma calça de tecido, tipo social. Parecia um saco. Ficou mais estranho do essas saruel da vida. Ela tava se olhando no espelho e se achando poderosa. Preferi não falar nada...

Qual é o problema comigo, modeuso? Avisar que alguém tá com bafinho, cecê ou chulé é um pouco mais delicado, mas nessas histórias aí em cima, o que custava eu ter sido mais sincera? Até mesmo porque eu gostaria de ser avisada se uma roupa ficasse um pouco ridícula, se eu tivesse errado na cor ou no corte de cabelo, ou se eu estivesse andando por aí com uma roupa do avesso.
É por isso que (a partir de agora) eu sempre digo: FAÇA aos outros o que você quer que FAÇAM a você!

3 comentários:

Marcela disse...

Acho que vc está precisando passar um tempinho na Alemanha!

Laura disse...

Uia que na fila da sutileza e da boca fechada eu não passei nem perto. Outro dia o marido chegou aqui com uma camiseta dessas sem manga.... vestiu, perguntou o que eu achei: ficou legal, mas bem gay.

Resultado: Camisetas devolvidas no mesmo dia!

Marília disse...

Marcela: Eu até já sei falar Volks Wagen!
Laura: Coitado do marido!
hahaha