quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Rodízio

Então, ontem eu não tive aula. Pois eu botei o pé em casa às 18:05, o telefone tocou. Era minha irmã, avisando que minha mãe ia ser raptada. E como eu não tinha aula, era pra eu ir logo tomar banho e trocar de roupa pra ser raptada também. "Pra onde?", "Não interessa! Daqui 40 minutos a gente (ela e meu cunhado) tá aí", "Mas pra onde a gente vai?", "Só vou falar que vamos comer". Nham, nham!
Quando eu vou pra aula, tomo meu lanchinho (toddynho + pão com geléia) depois das 16h, porque vou comer de novo só depois das 21h. Quando eu não vou pra aula, tomo só um toddynho à tarde porque como alguma coisa logo depois das 18h. Como minha irmã disse que eles chegariam dali a 40 minutos e a gente ia jantar, não comi nada, porque achei que íamos comer logo.
Pois eles chegaram, entramos no carro, e fomos indo, indo, indo. Onde a gente ia era surpresa, então minha mãe e eu não sabíamos quanto tempo ia demorar pra gente comer. E a gente tava com muita fome! Dali a meia hora: "Falta muito pra gente chegar?", "Só mais um pouquinho", "Pouquinho quanto? Dez minutos, vinte minutos?", "Quinze minutos". E o estômago: gruaaaaaaaarrrrrr! Depois de mais de meia hora, chegamos em Campinas. "Tá,agora tô com fome e vontade de fazer xixi...", "A gente tá quase chegando". E chegamos! Levaram a gente numa churrascaria maravilhosa. Bifê com saladas, queijos, sushis, maioneses, salmão grelhado e vários tipos de carne que nem deu pra experimentar. Não coube. Lembro que comi picanha, javali, coraçãozinho, e o resto nem sei mais.
Como tava todo mundo com fome, pegamos muita comida e comemos muito rápido. Na hora da sobremesa tava todo mundo com cara de acabado, eu não aguentava comer mais nem um granulado!
Saímos todos segurando a pança. E minha mãe ainda conseguiu comer um danoninho quando chegamos em casa! Fui dormir com sede, porque não aguentava tomar nem um gole de água, e hoje não consegui nem tomar café da manhã.
Quando a gente sai pra comer é assim mesmo, um bando de ogros que não sabe quando parar. E depois fica reclamando que comeu demais. Sempre!

Um comentário:

Marcela disse...

Nossa, a gente também. Maridão costumava dizer que a gente dava prejuízo pra churrascaria! Deu vontade de comer picanha e coração! Isso não se faz...